Bem-sucedida, Revendedora Ultragaz aposta em Contatos na Área

Dicas de Negócios

Bem-sucedida, Revendedora Ultragaz aposta em Contatos na Área

Bem-sucedida, Revendedora Ultragaz aposta em Contatos na Área

O gás sempre fez parte do universo da revendedora Juliana Roberta Paixão Moreira, de 25 anos, que mantém sua loja no Pará e tem muitos contatos na área. A história da empresária integra a série “Vozes da Ultragaz”, que apresenta gestores dedicados a, diariamente, fazer a Ultragaz chegar ao cliente final. 

Juliana ingressou no setor trabalhando como atendente na revenda do padrasto. Já atua com o produto há muitos anos e, há cinco, abriu a própria revenda de gás, tornando-se empresária. Hoje, dedica-se exclusivamente ao negócio e divide-se entre a administração geral, o departamento financeiro e o gerenciamento das redes sociais.

LEIA MAIS: Como migrar seu negócio e ser um revendedor Ultragaz

“Nós somos uma revenda modelo. Estamos sempre atentos a todas as normas e em constante treinamento para prestar um serviço de qualidade”, afirma a revendedora.

No início, ela contou com o apoio de seu contador e de sua mãe, que também é formada em contabilidade, mas isso foi somente um fator adicional em sua jornada, já que, além de não haver segredos para a abertura de uma revenda, ela convive no ramo de gás desde pequena e sempre gostou de vendas. “Um amor que passou de pai pra filha”, diz Juliana. Além disso, ela faz questão de manter contato com profissionais do mesmo ramo. “Tenho amigos de fora e de dentro da minha cidade e sempre trocamos ideias”, explica.

A empreendedora está constantemente antenada sobre as novidades do setor. Ela se beneficia com recursos como o aplicativo Ultragaz e Energia Inteligente, mas ainda vai além. “Consumo muitos conteúdos digitais, específicos para gás, e também sobre liderança de pessoas”, indica Juliana. “Estudar nunca é demais. Saber liderar e delegar funções é de extrema importância para ter sucesso, crescer e também ter qualidade de vida.”

O tipo de mercadoria, de acordo com a empresária, também é um fator positivo para o sucesso do empreendimento. “Oferece uma margem boa e é um produto essencial, o que faz com que seja sempre vendido”, detalha. O terreno, por sua vez, estava preparado quando ela chegou. “Já existia essa revenda”, relembra Juliana, que faz questão de citar dicas importantes sobre o local, como “pagar todos os impostos e manter sempre tudo limpo e bem organizado”.

Sua preparação como revendedora foi semelhante à recebida pelos profissionais do sexo masculino. “Acredito que nós, mulheres, sempre temos dificuldades, seja em qualquer ramo”, desabafa.” O gás é um mercado que tem, em sua maioria, revendedores homens. Mas estudar e estar sempre atenta a conteúdos atualizados são atitudes que me ajudam a passar a autonomia que quero.”

Ela volta a chamar a atenção para a importância de aprofundar-se em assuntos relacionados à área. “Como gerir pessoas, investir em treinamentos e padronizar a venda e o atendimento”, enumera, acrescentando mais pontos importantes. ”Nos treinamentos, ensinar tudo sobre o botijão para o entregador ou técnico e até mesmo para os atendentes, para que não cometam erros por não saberem o que estão vendendo.”

A empresária salienta o que aprendeu até agora e o que pode aconselhar a alguém que queira ingressar no negócio. “Ter resiliência”, ressalta. “Lidar com pessoas é sempre difícil – nesse caso, com funcionários e clientes. Nem todos os dias serão bons, mas sempre haverá novos dias e novas oportunidades de fazer diferente”, finaliza.

Como abrir sua própria revenda de gás

Se você se interessou pela opção de revenda, apontamos quatro passos para que o empreendedor siga no caminho certo.

Optar por um modelo de negócio, entendendo as diferenças entre uma franquia e uma revenda, é o ponto de partida. Depois, é necessário refletir sobre o orçamento disponível, com reserva para o fluxo de caixa até que surja o lucro. 

A escolha do lugar do empreendimento é outra etapa fundamental e isso passa por compreender a necessidade local e analisar as dimensões e os hábitos do mercado consumidor. O terreno pode ser alugado ou próprio, deve ser plano e a metragem mínima precisa ser de 30 m². Além disso, deve estar em uma área de zoneamento municipal que permita a abertura de revendas de gás e não pode situar-se ao lado de imóveis onde se reúna um grande número de pessoas, como escolas e igrejas, por exemplo.

E, em quarto lugar, a escolha da marca parceira deve levar em conta aspectos como solidez financeira, suporte oferecido e satisfação dos parceiros e dos clientes.

Entenda também como funciona uma revenda de gás, os investimentos necessários para abrir uma revenda Ultragaz e as principais dúvidas dos empreendedores que desejam atuar no setor de gás.


Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *